Conheça o Curso Estudo e Memorização – A Chave da sua Aprovação – do Professor Renato Alves

Tempo de leitura: 12 minutos

É possível estudar de forma a melhorar sua memória? Treinar para conseguir memorizar tudo que se precisa de forma muito mais simples? Isso pode parecer mentira ou loucura, afinal todos temos características próprias relacionadas a nossa memória, porém, é possível sim treinar a memória, e veremos isso adiante no Curso Estudo e Memorização (CEM).

Não é incomum muitos alunos, estudantes de concurso, vestibulandos e afins reclamarem de um problema comum. Seja por estresse, pressão ou afins, todos sofrem do famoso “branco”, ou seja, da perda de memória repentina quando estão fazendo uma prova.

Essa perda de memória, no entanto, pode ser fatal para se conseguir uma boa nota ou até uma vaga em uma faculdade, ou em um concurso público.

Assim, imagine começar a fazer sua prova e logo em umas primeiras questões, não conseguir se lembrar de uma fórmula, uma data, um nome importante. Nesses momentos de estresse, você automaticamente começa a pensar que poderia ou deveria ter estudado mais esse assunto, começa a se culpar e martirizar, e isso só servirá para aumentar seu estresse ainda mais.

Justamente para saber melhor como lidar com o interessante processo de memorização para estudos é de onde nasceu o Curso Estudo e Memorização (CEM). É primordial você estudar otimizando o que mais precisa ser memorizado, assim como quais matérias seriam mais importantes.

Pouca gente tem tempo o suficiente para estudar todas as matérias de forma corrida atualmente. Para te auxiliar a otimizar seu tempo de estudo e para que assim você consiga lidar com todas as provas que fará com maior facilidade, o Curso Estudo e Memorização (CEM) é a ferramenta ideal para você.

– O que é o Curso Estudo e Memorização (CEM)?

O Curso Estudo e Memorização (CEM) é um curso que foi criado por Renato Alves, que é um recordista brasileiro de memória. O curso foi preparado para que os alunos entendam a importância da memória no processo de preparação para provas, concursos e afins, e para auxiliar quem tem problemas em lidar com a memória a mais facilmente lidar com isso.

Primeiro, vamos falar um pouco sobre o criador do curso. Renato Alves é um mnemonista, ou seja, ele trabalha diretamente com a memória, desenvolvendo as mais diversas técnicas de memorização, palestrando sobre técnicas e ensinamentos sobre a memória e fazendo demonstrações interessantes de memória ao vivo para provar que as técnicas funcionam.

Muitas pessoas pensam que a memória é fruto 100% genético. Porém isso não faz o menor sentido, afinal, se fosse realmente somente influenciado pela genética, não seria possível a memória ser treinada e também não faria o menor sentido tentar treinar essa memória.

Para a felicidade de muitos, é possível sim treinar e usar as mais diversas técnicas de memorização. Renato Alves ficou famoso por provar que a memória pode sim ser treinada, e ter comprovado isso em mais de 100 países, nas mais diversas mídias, universidades e colégios.

Todo esse destaque não seria possível, quanto mais viável, se a memória fosse algo somente genético, e não houvesse realmente a menor relação entre técnicas e treinamento, para a melhoria de desempenho de todos.

Renato Alves foi parar na memorização de uma forma muito interessante. Ele se queixava de não lembrar do que tinha lido ao término de uma única aula. Chegou a certo ponto que a leitura de uma página se tornou um desafio, pois era difícil lembrar até mesmo que estava escrito em um único parágrafo que acabara de ser lido.

Logo, Renato Alves começou a sofrer com notas baixas no boletim, justamente por não conseguir ter uma boa memorização de tudo que estudava. Ele começou a ficar um pouco triste com suas notas baixas e fracas, e até no trabalho começara a sofrer.

Foi então que um amigo dele o deu de presente um livro. Esse livro serviria para ele como um “remédio para memória”. Nesse livro contava a história de um homem que fazia shows de memorização pelos Estados Unidos.

As habilidades desse homem eram tão aprimoradas, e seu domínio de sua memória era tão único que ele conseguia entrar em um auditório com 300 pessoas e memorizar o nome dessas 300 sem problema algum.

Ele não se limitava a isso, pois também conseguia memorizar centenas de palavras em uma sequência perfeita, ou números imensos sem errar o menor dos dígitos. E nesse livro, ele não só falava dessas proezas, mas também as ensinava.

Porém, as informações descritas naquele livro não lidavam com os estudos. Somente lidavam com memorização para shows. Renato Alves não achava que ainda usaria isso para shows, mas usariam de base para a criação de suas técnicas de memorização para estudos, para o trabalho e até mesmo para o dia a dia.

Assim, Renato Alves criou seu próprio método patenteado de memorização e estudos, e então, junto a seu método, se tornou o primeiro recordista brasileiro de memória. Esse método foi já apresentado em escolas, empresas, e é feito até mesmo dentro de órgãos do governo e congressos de educação de todo o país.

– Boa memória é só técnica?

O Curso Estudo e Memorização (CEM) irá provar para você que boa memória vai muito além de somente técnica. Boa memória é uma questão comportamental também. Saber como portar dentro de sala de aula irá auxiliar bastante a sua memória.

Comece com detalhes simples, onde você se senta em sala de aula? Pesquisas indicam que o local que você se senta é diretamente relacionado a sua capacidade de prestar atenção em aula, e por tabela, em sua memorização do conteúdo apresentado.

Então, se você se senta mais no fundo ou próximo as paredes será mais difícil se concentrar em sala de aula, porém ao se sentar no meio na primeira fileira, você automaticamente estará preparando sua mente para começar a prestar mais atenção em uma aula.

Essa mudança pode parecer simples, mas acompanhada de outras, e juntamente com diversas técnicas, poderão auxiliar muito você em busca de uma memória mais eficiente. Essa também é uma das observações iniciais presentes no Curso Estudo e Memorização (CEM).

Então, não tenha medo de seu professor. Comece a prestar mais atenção em suas aulas, sente sempre bem à frente em sua sala, e tente prestar o máximo de atenção possível nas matérias apresentadas.

Uma outra coisa é, nunca perca sua chance de participar de uma aula. É uma das formas mais simples de instaurar e aplicar os conhecimentos que estão sendo expostos durante a aula. A prática desse conteúdo basicamente significa a aplicação do que está na memória curta, e isso logo irá para a memória a longo prazo, se tornando assim conhecimento.

Um sábio professor uma vez disse que cada chance que você deixa de falar em sala de aula, é uma chance a menos que você teve de aprender consigo e com todos lá dentro presentes. Dada a chance, sempre a utilize, sem medo nenhum de errar. Interagindo com o professor e com os alunos é uma das melhores formas de se concentrar na sua aula.

Lembre-se também que nosso sistema cognitivo é extremamente sensível, e qualquer tipo de estímulo externo pode ser o suficiente para te desligar totalmente em sala de aula. Mais técnicas para aprimorar sua concentração serão apresentadas durante o Curso Estudo e Memorização (CEM).

No Curso Estudo e Memorização (CEM), você irá entender que o menor dos estímulos poderá ser o suficiente para perder toda uma aula, então o melhor é eliminar ao máximo seu contato com qualquer tipo de coisa que possa te desvencilhar da aula.

Até sua postura pode ser problemática para seu aprendizado. Ou fatores que você nem mesmo pode interferir, como a voz do professor, um barulho constante em sala como do ventilador ou aparelho eletrônico. O melhor a se fazer é sempre tentar manter o máximo de foco para conseguir aplicar as técnicas de memorização.

– Afinal, como se define a memória?

Mas falamos tanto sobre memória e o Curso Estudo e Memorização (CEM), mas você já parou para analisar o que é memória e como ela funciona? Algo tão presente em nossas vidas, e muitas vezes a simples definição nos escapa tão facilmente.

Pois bem, no Curso Estudo e Memorização (CEM) você estudará também como funciona a memória para assim saber a utilizar de forma muito mais óptima, muito mais ágil e muito mais dinâmica. Abusando de funções programadas em nosso código genético, você conseguirá lembrar de muito mais coisa de formas muito mais simples.

A memória ainda é um mistério em nossa ciência. Até hoje não se sabe ao certo onde se localiza a memória no cérebro humano, e alguns cientistas ainda dizem que a memória não se limita ao cérebro, estando também presente em outros órgãos e tecidos pelo corpo todo.

Há ainda muito a se descobrir sobre os mistérios do nosso corpo, porém as funções da memória já são bem definidas. Durante o Curso Estudo e Memorização (CEM), você irá entender que existem ao todo, dois tipos de memória principal, funcionando semelhantemente a um computador.

Ao estudar a faculdade mental pelo Curso Estudo e Memorização (CEM), você verá que a faculdade mental atualmente é dividida em duas funções, a memória a curto prazo, e memória a longo prazo.

De forma generalizada, a memória é a capacidade de nosso cérebro de codificar, reter, armazenar e recuperar informações, seja de forma automática ou de formas mais treinadas para se ter uma quantia de memória muito maior.

Saber utilizar a memória a curto e a longo prazo no máximo de sua capacidade, e ainda expandir a capacidade memorial de ambas essas funções é um dos principais objetivos do Curso Estudo e Memorização (CEM).

É também objetivo do Curso Estudo e Memorização (CEM), ensinar um estudante a utilizar de diversas formas, técnicas que permitem o usuário, aprimorar os processos memoriais e suas diversas funções, para que a utilização delas não seja mais de forma tão automática quanto era.

A memória também pode ser repartida em mais duas categorias, sendo elas a memória declarativa e memória não-declarativa (também conhecidas como memória explicita e memória implícita).

A memória implícita é muitas vezes referenciada como a memória de habilidades motoras, sensoriais e afins. Dentro do Curso Estudo e Memorização (CEM), você aprenderá a buscar melhor esse tipo de memória.

A memória explicita é justamente o contrário. São memórias longínquas, das quais você precisará ativamente as buscar para readquirir tais informações. Elas são muito utilizadas como armazenamento de conhecimento. São os tipos de memória que mais se perdem conforme a idade avançada.

Estudar sobre a composição dos diversos tipos de memória, saber a utilização delas, e ainda saber como as resgatar é um dos conteúdos bases do Curso Estudo e Memorização (CEM), além do ensinamento de técnicas para utilizar essas memórias de forma muito mais efetiva.

– Composição do Curso Estudo e Memorização (CEM)

O Curso Estudo e Memorização (CEM), é focado no aprendizado dos alunos, e na utilização prática de técnicas de memória para que o aluno aproveite muito mais o conteúdo que aprenderá, e consiga o aplicar de forma muito mais prática, e ainda o reproduzir de forma efetiva.

O aluno também aprenderá a fazer a criação e elaboração de trabalhos, redações e textos baseados no conhecimento adquirido, muitas vezes sem nem mesmo ser necessário a pesquisa e reaquisição do conhecimento. A memória o auxiliará a cada palavra que for escrita, servindo como uma teia de informações dentro de sua mente.

O aprendizado dentro de sala de aula é um foco importante desse curso. Assim, técnicas de memorização sem a necessidade de anotações é muito importante. Com tais técnicas, o aluno poderá prestar muito mais atenção no professor falando, e não precisará prestar atenção em anotações próprias para a aula.

O controle total de sua memória será o alvo principal. Um aluno conseguirá escapar da necessidade de estudo excessivo por ter total confiança em sua memória. A leitura de textos técnicos será muito mais simples, pois o aluno irá se lembrar de cada palavra que terá lido. Memória perfeita a seu alcance, comece logo o seu curso!

>>> Conheça o Curso Estudo e Memorização (CEM) – CLIQUE AQUI <<<

Recomendados Para Você:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *