Curso Segredos do ENEM com Lucas Marques – Aumente sua Capacidade de Aprendizagem

Tempo de leitura: 12 minutos

As avaliações do Enem normalmente ocorrem no final do ano, mas para adquirir um bom resultado os estudantes de todo o país já estão focados em começar a sua preparação agora, no início do ano.

Devido ao seu crescimento, com o tempo, essa avaliação deixou de ser dedicada apenas para os estudantes que estão saindo do ensino médio e passou a ser aberta para todas as pessoas que querem dar continuidade e sequência aos seus estudos.

Então, o que inicialmente foi criado para avaliar a educação do Ensino Médio no Brasil, tornou-se mais do que isso. Hoje, o Enem é uma forma de conquistar sonhos, esse exame possui diversas chaves que auxiliam no ingresso a faculdade desejada e é até mesmo uma maneira de conhecer novos lugares graças à dedicação e muito estudo.

Sabemos que a educação do Brasil não é tão boa quanto querem fazer parecer.

Muitos professores estão desanimados e muitos alunos não encontram um meio de aprender, só que é justamente durante o processo de estudos ao Enem que a educação tem que ser a melhor possível, é nesse momento que os estudantes procuram formas de relembrar, ou muitas vezes aprender, o que foi visto durante três anos, do primeiro ao terceiro ano do ensino médio.

Grupos de estudos e cursinhos são normalmente as formas mais procuradas, mas o ensino tradicional nem sempre possui tempo de suprir todas as dúvidas, ademais, também existem muitas pessoas que precisam dividir o seu dia com coisas que vão além disso e não possuem tempo de ir até um curso presencial.

É para resolver esse tipo de problema com o tempo e com o ensino tradicional, que o Segredos do Enem foi criado.

– O que é o Segredos do Enem?

O Segredos do Enem é uma moderna e inovadora forma de estudos que vem crescendo muito nos últimos tempos.

Devido aos bons e evidentes resultados que levaram centenas de alunos a conquistarem as suas vagas nas melhores universidades do Brasil, esse método de estudos vem sendo cada vez mais procurado pelos prestadores do Enem e já aparece como um ótimo método quando se trata desse assunto.

O grande diferencial do Segredos do Enem é que ele foi criado por um jovem estudante e pesquisador, que entende a forma mais simples de se comunicar com outros jovens.

Lucas Marques, estudante de economia na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), encontrou uma maneira de ensinar outras pessoas a compreender e aprender de verdade como fazer para se sair bem no Enem, isso ocorre devido a correta junção de técnicas e métodos que aumentam a produtividade nos estudos.

Essa técnica foi criada em 2013 e já é referência em seu segmento. Hoje, é considerado um produto muito importante para quem procura a aprovação nas universidades mais concorridas do país, comprovando ser confiável a cada ano, pois o número de estudantes que alcançam os seus objetivos durante os vestibulares só aumenta.

Apesar de ter sido desenvolvido por um jovem, qualquer um pode fazer parte do Segredos do Enem.

Quem acabou de concluir o ensino médio, quem está saindo do cursinho ou até mesmo quem terminou os estudos há um bom tempo e quer voltar ingressando a sua vida na correria acadêmica. Esse curso foi criado para ajudar todos que precisam encontrar uma maneira prática e rápida de alcançar o seu novo objetivo.

Para inscrever-se no Segredos do Enem, basta clicar aqui. Nessa mesma página você pode conferir a vídeoaula que está disponível e conhecer o depoimento de alunos que fizeram parte desse curso.

A Paula, 19 anos, do Rio de Janeiro, é um desses estudantes. Com o auxílio do Segredos do Enem, ela passou para ciências contábeis na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). A jovem universitária agradece ao apoio do curso e dos outros alunos que se dedicaram junto dela.

“O Segredos do Enem me deu possibilidades, ele não me deixou sozinha, me deu um caminho. E foi muito bom saber que eu não era a única, que tinha gente pra me apoiar mesmo sendo de outro estado, do outro lado do país.

Eu adorei, eu simplesmente adorei isso (…) Eu pude compartilhar toda a minha experiência. Foi super fácil de se inscrever, a equipe é super organizada e os estudos valeram super a pena, porque hoje eu estou aqui na UFRJ, estudando contabilidade, é um sonho que eu tô podendo compartilhar com vocês!

Se eu pudesse dizer alguma coisa para vocês é: não se sintam sozinhos, não se sintam perdidos, se sintam acompanhados, alegres.

É difícil, terão momentos baixos, altos, mas você terá companhia, você vai conseguir tudo o que você quiser, se você se dedicar, porque o esforço é seu e de mais ninguém, só você merece.

Parabéns por estar buscando o Segredos de Enem, porque eu recomendo para qualquer um, como estou fazendo, enchendo o saco dos meus amigos para se inscreverem”, Paula disse em parte do seu vídeo depoimento.

– O Enem

O Enem (Exame Nacional do Ensino Médio), está presente na vida dos estudantes há vários anos, desde 1998.

Inicialmente, o exame tinha como objetivo principal avaliar o grau de aprendizado dos alunos de todo o país que cursavam o ensino médio para auxiliar o ministério da educação durante a elaboração das políticas que melhorariam o ensino através dos Parâmetros Curriculares Nacionais (PCNs) do Ensino Médio e, até mesmo, Fundamental.

Esse exame foi a primeira forma de avaliação geral do sistema de ensino implantado em nosso país. Até 2008, a prova do Enem era aplicada em um dia e continha 63 questões e também já era um modo de conquistar vagas em cursos superiores em faculdades particulares através do ProUni.

Foi só em 2009, quase 12 anos depois, que o Enem ganhou um novo modelo e passou a ser aceito como forma de ingresso nas universidades federais e nas universidades públicas através do Sisu (Sistema de Seleção Unificada).

Desde então, o novo exame é realizado em dois dias de prova e a Teoria da Resposta ao Item (TRI), que auxilia na nota, também foi inclusa na nova formulação da prova.

Além disso, o Enem é essencial para a possível vaga em um curso superior utilizando o Fies (Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior).

Hoje, o Enem permanece sendo elaborado pelo Ministério da Educação e continua verificando a qualidade do ensino brasileiro através de estudantes que estão concluindo o Ensino Médio.

Devido algumas falhas e vazamentos de provas, o exame agora possui modelos diferentes, com quatro provas de múltipla escolha, contendo 45 questões cada, 180 ao todo, mais a redação. As provas são de Ciências Humanas e suas Tecnologias; Linguagens, Códigos e suas Tecnologias; Ciências da Natureza e suas Tecnologias; Matemática e suas Tecnologias.

A prova de Ciências Humanas e suas Tecnologias abrange questões sobre História, Geografia, Sociologia e Filosofia.

A de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias sobre a Língua Portuguesa, Literatura, Inglês ou Espanhol, Artes, Tecnologias da Informação e Comunicação e Educação Física.

A de Ciências da Natureza e suas Tecnologias, envolve Física, Biologia e Química. Enquanto a prova de Matemática e suas tecnologias pedem o conhecimento nas questões matemáticas, como Álgebra e Geometria.

Enquanto isso, a Redação é responsável por avaliar 5 capacidades: O domínio escrito da norma padrão da língua portuguesa; a facilidade de interpretar e correlacionar um argumento ao defender um ponto de vista.

A elaboração de respostas e propostas para o problema que está sendo abordado, de forma que respeite os direitos humanos; demonstrar o domínio dos mecanismos da língua que são necessários para construir uma boa argumentação e a compreensão do que é pedido pelo exercício de redação.

A Redação vale de 0 a 1000 pontos e o desenvolvimento de cada capacidade vale até 200 pontos.

E existem quatro critérios que podem zerar a Redação de um candidato: textos que possuem até 7 linhas; folha em branco; a clara intenção do autor de que sua redação seja anulada e argumentações que fujam do tema proposto e sejam preconceituosas desrespeitando os direitos humanos.

Desde 2012, o Ministério da Educação (MEC) aumentou o número de avaliadores das redações do ENEM, assim o exame passou a ter menos pedidos de revisão de nota.

Já a pontuação das outras questões da prova são avaliadas através da Teoria da Resposta ao Item (TRI), que garante que as diferentes provas do Enem possuam o mesmo estágio de dificuldade e possam ser comparadas honestamente. A construção dessa teoria envolve informática, psicologia e estatística.

Diferente das correções clássicas, com a Teoria Clássica dos Testes (TCT), que foi utilizada até 2010 e tinha correção total em cima do número de acertos, ou seja, se o candidato acertasse 70 questões de 100, ele teria acertado 70% da prova, a TRI procura separar quais são os candidatos que conhecem o conteúdo dos candidatos que tentam acertar através da sorte e chute.

Existem questões fáceis, medianas e difíceis, com valores diferentes, então, nem sempre quem acerta o mesmo número de exercícios receberá a mesma nota, porque essas pessoas podem ter errado e acertado questões diferentes.

De acordo com o MEC, a inclusão do TRI não interfere no desenvolvimento dos candidatos, isso apenas deixa as notas mais detalhadas, o que auxilia o não empate e a identificação do melhor conhecimento de cada um. É quase impossível que o candidato mais preparado perca a sua vaga para alguém menos preparado.

– Importância de prestar o Enem

Não é de hoje que as polêmicas envolvendo o Enem aparecem, seja devido a maneira como os avaliadores corrigem as redações, pelo vazamento de provas e algumas questões que foram divulgadas devido ao mau serviço de algumas gráficas e outros.

Mas, o maior número de avaliadores de redação que já está disponível, o aumento de segurança em relação à escolha das gráficas e sobretudo o concurso, vêm mostrando que é possível que, daqui a alguns anos, o Enem substitua os vestibulares de boa parte das faculdades.

Mesmo com tantas polêmicas, não podemos desvalorizar a importância do Enem para a construção da vida acadêmica.

É claro que cada instituição de ensino tem livre arbítrio de incorporar os resultados do Enem conforme as suas escolhas, mas vale lembrar que a nota desse exame é válida como pontuação do Sisu, do ProUni e também é considerado como um certificado de conclusão do ensino médio.

Para utilizar o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies), que oferece bolsas de estudos restituíveis para os alunos que possuem renda mensal familiar baixa e que não encontram formas de pagar pela sua graduação, também é necessário comprovar a participação durante o processo do Enem.

O Fies é um tipo de empréstimo do governo federal para o estudante: Dependendo de quanto é a renda mensal familiar de um aluno, ele pode receber uma bolsa de 100% de financiamento e pagar por ela só depois de formado, com juros de apenas 3,4% ao ano.

Além disso, o Enem também é o passaporte para os alunos do ensino superior que sonham em fazer um intercâmbio no exterior pelo Programa Ciências sem Fronteiras, um programa dos ministérios da Educação e da Ciência, Tecnologia e Inovação que propõe levar até 75 mil estudantes para realizar parte dos seus cursos em universidades de excelência fora do país.

Os estudantes que podem participar devem alcançar no mínimo 600 pontos no Enem e comprovarem que são bons estudantes no ambiente acadêmico, além disso, os alunos premiados em Olimpíadas de Matemática ou Ciências, que estão em projetos de Iniciação Científica ou em atividades parecidas, com mérito reconhecido, também podem participar.

Na conquista pela bolsa do programa Ciência sem Fronteiras, está incluso todos os gastos, de passagem a hospedagem, e as vagas são dedicadas prioritariamente para as áreas de tecnologia, engenharia, biologia e ambiental.

Talvez seja devido a essas portas e outras que o Enem abre todos os anos, que a cada nova edição outros tantos milhões de pessoas se inscrevem no Exame Nacional do Ensino Médio. E já são mais de 400 universidades privadas e mais de 90 universidades públicas que utilizam ou já utilizaram os resultados desse exame para preencher parcialmente ou totalmente as suas vagas, números esses que só crescem.

>>> Conheça o Curso Segredos do ENEM – CLIQUE AQUI <<<

Recomendados Para Você:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *